A Moro, advogado de Lula atribui responsabilidade de aluguel a Marisa Letícia: “minha atuação é apenas e tão somente como advogado”

Roberto Teixeira, advogado e compadre do ex-presidente Lula, prestou depoimento nesta terça-feira (19) ao juiz Sergio Moro e afirmou que atuou apenas profissionalmente na compra do prédio do Instituto Lula.

“Minha atuação é apenas e tão somente como advogado. Não sou administrador, não sou gestor. Sou amigo, tão e somente amigo, mas minha amizade não se estende a essas outras informações todas” disse ele.

Teixeira é réu, junto com Lula, em ação sobre suposto favorecimento da Odebrecht ao ex-presidente por meio da compra de um terreno para o Instituto Lula e de um apartamento em São Bernardo do Campo (SP).

O advogado, assim como o petista, atribuiu responsabilidades sobre um imóvel alvo de ação penal na Lava Jato à ex-primeira-dama Marisa Letícia, que morreu em fevereiro.

Leia o documento da Lava Jato contra ele, corroborado por Marcelo Odebrecht e Antônio Palocci, publicado pelo site O Antagonista: