A nova fase da Lava Jato

 

O ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB), codinome “Vizinho”, recebeu 23 milhões de reais do departamento de propinas da Odebrecht.

Seu arrecadador, o empresário e ex-deputado federal Ronaldo Cezar Coelho (PSDB), confessou à Folha de S. Paulo o recebimento do dinheiro no exterior.

O empresário, integrante da coordenação política do tucano em 2010, foi responsável pelo acerto de uma parte desse valor fora do país, de acordo com a construtora.

Os políticos delatados pela empreiteira estão mudando suas estratégias de defesa. Eles vão admitir o caixa dois e a lavagem de dinheiro, mas não a corrupção, que é muito mais complicado de se provar.

mudancadeparadigmas.com