Ana Beatriz Nogueira revela que sofre de doença grave: “A arte me salva todos os dias”

A atriz Ana Beatriz Nogueira revelou neste domingo (04), em entrevista à jornalista Patrícia Kogut, que foi diagnosticada com uma doença grave e sem cura.

Trata-se de esclerose múltipla, doença autoimune, que afeta os nervos, a sensibilidade do corpo e a coordenação motora, diagnosticada quando Ana Beatriz fazia “Caminho das Índias”.

Sua disposição vem do amor pela arte e se soma a uma disciplina férrea. Ela é imprescindível para manter sob controle a doença.

A arte me salva todos os dias. Já me salvava antes, agora, mais ainda”, afirma.

O primeiro sintoma aconteceu em janeiro de 2009, em casa, quando assistia um filme de madrugada, e sentiu a visão duplicar.

Achei que a legenda da televisão estava ruim. Mas, no dia seguinte, não tinha melhorado e procurei o médico. Ele disse que isso se chama “diplopia” e poderia ter inúmeras causas. Concluiu que era o efeito colateral de um remédio para dormir que eu estava tomando. Me tranquilizou e garantiu que passaria com a suspensão do medicamento”.

Na festa de lançamento de Caminho das Índias, ela precisou de ajuda para se locomover.

No evento, a atriz pediu a ajuda para Tony Ramos e a mulher dele, Lidiane, para subir as escadas. Algum tempo depois, com a novela já no ar, ela teve outro surto, enquanto precisava atravessar o estúdio para contracenar com Vera Fischer.

Eu estava vendo duplo e embaçado. Pedi ao Antônio Calloni para me dizer de que lado estava a Vera: Eu via duas Veras. Ele sinalizou, tirei uma reta e fui”, declarou para o jornal O Globo.

O diagnóstico definitivo veio em novembro de 2009, depois de mais um surto em que Ana Beatriz não conseguia enxergar direito.

Você tem esclerose múltipla, uma doença autoimune que não tem cura e pode ser incapacitante. Mas a sua é na forma branda, o prognóstico é muito bom e você pode controlar isso e morrer de tijolada!’, falou a médica que a atendeu.

Achei que era o fim. Como atriz, meu corpo é meu instrumento de trabalho, meu tudo, dependo da minha visão, da audição, das funções cognitivas. O trabalho é minha festa, minha fonte de renda, minha alegria, minha beleza. Partimos para o tratamento. Fiquei dois meses de cama, me senti debilitada. Sabe quando ‘somem os tapetes vermelhos’, que são aqueles sonhos bonitos que você tem quando está quase adormecendo? Foi assim que aconteceu”, revelou.

Amigos, entre os quais, Patricia Pillar, Denise Bandeira, Zélia Duncan, Malu Mader e Luiz Henrique Nogueira, aprenderam a aplicar a injeção de imunomodulador de que ela precisa para nunca mais ter surtos.

A gente treinava dando agulhada em laranjas”, risos.

Atualmente a atriz está se preparando para a nova temporada de Malhação e para um papel na próxima novela de Aguinaldo Silva, “com quem sempre sonhei trabalhar” afirmou a atriz.

mudancadeparadigmas.com