Cardeal não aprovou o uso do convento para missa de Marisa Letícia

O cardeal dom Orani João Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro, não aprovou o uso do Convento Santo Antônio para “evento partidário” durante a missa de um ano da morte de Marisa Letícia, no último fim de semana, revela ‘O Antagonista’.

O próprio cardeal pressionou o chefe da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, frei Fidêncio Vanboemmel, responsável pelo convento, a se manifestar.

Em nota o frei pede desculpas aos que se sentiram “feridos em sua sensibilidade religiosa” e avisou que tomará medidas cabíveis sobre o episódio.

Durante a cerimônia religiosa, que não teve o aval da Fraternidade, estenderam bandeiras do PT no corredor da igreja.

Leia a nota:

mudancadeparadigmas.com