Chapecó vai do luto à revolta: acidente ou assassinato?

Nesta sexta-feira, na Arena Condá, torcedores e familiares das vítimas do acidente aéreo em Medellín buscavam respostas: quem é o culpado pelo acidente?

Foi obra do acaso ou um assassinato de 71 pessoas, incluindo quase toda a delegação da Chapecoense? De acordo com as investigações iniciais, no mínimo, houve enorme responsabilidade da companhia área boliviana, sediada na Venezuela, LaMia, e do piloto boliviano Miguel Quiroga, que também morreu.

O pai do zagueiro Filipe Machado, Osmar Machado aniversariou justamente no dia 29 de novembro, a data do acidente.

Ia celebrar meu aniversário, mas vim levar os pedaços do meu filho”, desabafou. Ele dirigiu por seis horas de sua cidade, Gravataí (RS) a Chapecó.

“Enquanto dirigia, pensei várias vezes em jogar o carro numa jamanta para acabar logo com meu sofrimento.” Informações:Veja

mudancadeparadigmas.com