Condenado Eliseu Padilha protela há 30 meses dívida de R$ 393 mil com aposentado

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, mesmo com sentença judicial proferida em maio pelo Superior Tribunal de Justiça-STJ, da qual não cabem mais recursos, está protelando a quitação de uma dívida de R$ 393.765,02 com o corretor de imóveis aposentado João Carlos Goulart de Moraes(foto), que trabalhou como autônomo para a construtora do ministro entre 1992 e 2000.

O corretor, que tinha exclusividade na comercialização do projeto, cobra indenização pela venda de quatro unidades habitacionais no empreendimento Nouvelle Tour, edifício de luxo construído no balneário de Torres, a 198 km de Porto Alegre, e que foi entregue em 2003.

O ministro Eliseu Padilha não negou a dívida, mas disse que se trata de caso particular.

“Os advogados do ministro usaram e continuam usando todos os artifícios e chicanas que os devedores contumazes utilizam para não pagar o que devem. A lei, infelizmente, facilita a vida dessas pessoas“, lamentou o advogado de Moraes, José Vecchio Filho.

Além de deixarem as contas correntes vazias, as empresas ligadas ao ministro também foram mudando de nome e de sócios ao longo da ação para evitar a cobrança judicial. Na Junta Comercial de Porto Alegre, uma das empresas citadas no processo, a Uno Empreendimentos e Participações Ltda. registrou a 29ª alteração contratual em fevereiro deste ano.

joaocarlosmoraes-corretor-eliseu-padilhacalculo-feito-em-maio-deste-ano-pelo-stj-determinando-o-valor-incontroverso-da-causa-admitido-pelas-duas-partes-em-litigio-1482156782700_615x300

mudancadeparadigmas.com

Se você gostou, compartilhe essa matéria ...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page