Defensoria Pública quer punição de Ratinho por discriminação homofóbica

Depois que o apresentador Ratinho postou em sua página do Instagram, um vídeo criticando as produções da Globo por estar exagerando no número de homossexuais, a Defensoria Pública do Estado de São Paulo decidiu oferecer uma denúncia administrativa contra o artista, na última quinta-feira (04),diz o “O Dia”.

No vídeo o animador faz seus questionamentos:

Eu estava aqui vendo a novela da Globo, aquela coisa de cangaceiro e tal. Mas, poxa, a Globo colocou v*** até em filme de cangaceiro, gente? Naquele tempo não tinha v*** não”, reclamou.

“Você acha que tinha v**** naquele tempo? É muito v****: é v**** às seis da tarde, é v**** às oito da noite, é v***** às nove da noite, é v***** às dez da noite, é muito v****. Eu não sei o que está acontecendo, não tem tanto v***** assim. Ou tem? Será?”, perguntou.

A Defensoria pede que a Secretaria de Estado de Justiça e Defesa da Cidadania instaure um processo administrativo e aplique uma multa por discriminação homofóbica no valor aproximado de até 3 mil Ufesps (Unidades Fiscais do Estado de São Paulo), equivalente a R$ 77.100.

Após a repercussão do vídeo na web e das críticas recebidas, Ratinho postou outra mensagem em sua rede social, explicando que não quis ofender os gays e que estava fazendo uma brincadeira.

Em nenhum momento quis ofender nenhum gay, até porque eu trabalho com todos eles. Todos eles gostam muito de mim, eu gosto muito deles. Não tem nada a ver, eu fiz uma brincadeira, uma brincadeira. Lamentavelmente, algumas pessoas não entenderam assim. Mas eu quero mandar um abraço e dizer que eu respeito todo mundo”, disse o apresentador.

Confira:

A post shared by Ratinho Oficial (@oratinho) on

mudancadeparadigmas.com