Eduardo Cunha entra na Justiça para ter direito de repatriar recursos mantidos em contas no exterior

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) entrou com uma ação na Justiça Federal para obter o direito de repatriar recursos de contas mantidas no exterior.

Cunha já teve um pedido negado em primeira instância, em outubro de 2016.

Na semana passada, o juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, condenou Eduardo Cunha a 15 anos de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

O ex-deputado já havia movido ação semelhante em outubro de 2016, quando entrou na Justiça Federal do Distrito Federal requerendo o direito de trazer para o país valores de contas movimentadas no exterior.

O pedido foi negado em primeira instância. O ex-deputado recorreu e, agora, o caso tramita na 7ª Turma Recursal do TRF1.

Recentemente, Cunha mandou recados a ex-colegas cobrando o pagamento de dívidas antigas.Queixando-se de dificuldades financeiras, o ex-deputado teria enviado recados aos devedores.

mudancadeparadigmas.com