Ex-general morre após tomar veneno em tribunal que o condenou

O ex-líder militar bósnio-croata Slobodan Praljak, de 72 anos, ao ouvir sua sentença por ter cometido crimes de guerra no Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia (TPII), levou a mão à boca e aparentemente ingeriu um líquido, que estava dentro de um pequeno recipiente. Em seguida, gritou ao juiz:

Eu acabei de tomar veneno. Não sou criminoso de guerra. Oponho-me a esta sentença”.

O advogado de Praljak afirmou, então, que o réu havia se envenenado. Imediatamente, o juiz responsável ordenou que a audiência fosse interrompida. Uma ambulância foi chamada ao tribunal, e o magistrado  determinou que o copo utilizado pelo réu fosse guardado para análise.

Condenado a 20 anos de prisão em 2013, o réu havia apelado da pena, mas não obteve sucesso no recurso. Ele e outros cinco réus compareceram nesta quarta-feira ao tribunal para ouvir os vereditos das suas apelações, informa O Globo.

 

 

Assista ao vídeo: