Ex-mulher de Battisti implora a Cármen Lúcia para que ele fique no Brasil

Em carta, escrita de próprio punho, a ex-mulher de Cesare Battisti “faz um apelo” à presidente do Supremo Tribunal Federal- STF, ministra Cármen Lúcia, para que a magistrada permita que o ativista “continue neste país” e “tenha o direito de continuar exercendo sua paternidade de maneira integral”, informa Monica Bergamo(Folha).

“Priscila Pereira tem um filho de quatro anos com o italiano, ameaçado de extradição pelo governo de Michel Temer. “Tenho vivido nesses últimos dias o limite de minha angústia”, diz. Se Battisti for enviado à Itália, ela e o garoto viveriam “praticamente um luto”.

Ela afirma ainda que, “sozinha”, não teria “renda suficiente para arcar com a minha subsistência e a de uma criança”. Priscila é professora do ensino fundamental”.

mudancadeparadigmas.com