Marina Silva teme sofrer ataques “baixos”em campanha de 2018

A fundadora da Rede poderá abrir mão da disputa presidencial em 2018 se não tiver mais tempo na TV,informa a Coluna Expresso(Epoca).

“É por medo que Marina Silva resiste a se lançar logo em campanha para presidente da República em 2018. Um de seus interlocutores da Rede, partido que ajudou a fundar, afirma que a ex-senadora não quer sofrer os ataques “baixos” como na última campanha, em que não tinha tempo para responder”.

mudancadeparadigmas.com