Ministério Publico de Alagoas resgata centenas de pássaros alvos do “mercado negro” – assista ao vídeo

O Ministério Público de Alagoas, em ação do Programa de Fiscalização Preventiva Integrada (FPI), que envolve órgãos federais e dos Estados da Bahia e de Alagoas e tem o objetivo de diagnosticar e combater danos ambientais na Bacia do Rio São Francisco, devolveu centenas de pássaros ao habitat natural, no município de Água Branca (AL).

O projeto tem como alvo o mercado negro de animais silvestres, que retira de quatro a cinco milhões de animais de seus biomas originais todos os anos nessa região.

Aprisionadas em gaiolas como animais de estimação, muitas aves passam anos sem voar em seu habitat natural e por isso alguns perdem a visão, outros sofrem ferimentos nas asas em função do aprisionamento.

O MP de Alagoas já resgatou 2.600 aves. De acordo com Isaac Albuquerque, veterinário responsável pela equipe que trata dos animais, outras solturas já estão programas, entre elas uma na manhã desta sexta, a última nessa primeira fase do projeto.

São animais resgatados diariamente, normalmente entregues voluntariamente por moradores depois que os confrontamos“, diz Albuquerque à BBC Brasil.

Em seguida, são enviados a centros provisórios, hidratados com águas vitaminadas, e deixados à sombra para desestressar. “Depois, os inspecionamos um a um, em busca de ferimentos, malformações, deficiências“.

Entre as espécies de aves resgatadas e soltas estão o galo-de-campina e o periquito-da-caatinga, dois pássaros muito procurados no mercado clandestino de animais silvestres.

Entre esses casos está o de uma seriema que, vítima de maus tratos, terá uma pata amputada. “Ela não poderá voltar à natureza, mas voltará a andar“.

Para ele, a maior dificuldade do trabalho é lidar com o descaso humano.

“É um choque ouvir a frieza com que um ser humano detalha o que fez com animais como esses. Muitas vezes, eu os recolho e prefiro não saber de seus históricos. Só quero pensar em como será o seu futuro”, finaliza. Informações: BBC Brasil

mudancadeparadigmas.com