MPF pedirá condenação de Lula por terreno e apartamento

Segundo o Estadão, o processo do caso prédio Instituto Lula e apartamento 121 do Hill House deve ter sentença ainda esse ano. Os advogados de Lula sustentam que ele não é dono do imóvel e sim locatário, desde fevereiro de 2011, quando Dona Marisa assinou um documento com Glaucos da Costamarques, que previa pagamento mensal de aluguel no valor de R$ 3.500,00.

“Cada vez mais encurralado pela Lava Jato, Lula é réu ainda por suposta propina nas obras do Sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), que também foi comprado em 2010 e está em nome de dois sócios e amigos dos filhos”.

O Ministério Público Federal-MPF pedirá a condenação de Lula por corrupção e lavagem de dinheiro, pelo recebimento do terreno em São Paulo e da cobertura em São Bernardo, em contrapartida a benefícios obtidos pela Odebrecht durante os governos do PT, e por ter ocultado os bens em nome do “laranja” Glaucos da Costamarques, primo do pecuarista José Carlos Bumlai, afirma o Estadão.

“Além da corrupção, a conclusão dos investigadores foi que a compra do prédio para o Instituto Lula e do apartamento 121 do Hill House envolveram 90 operações financeiras, de lavagem de dinheiro, para ocultar os envolvidos e, em especial, o beneficiário do esquema, o ex-presidente Lula.

Em fase final de diligências, o processo do caso prédio Instituto Lula e apartamento 121 do Hill House deve ter sentença ainda esse ano”.

mudancadeparadigmas.com