O delírio de Gleisi Hoffmann

A senadora Gleisi Hoffmann (PR), presidente nacional do PT, cometeu uma gafe no sábado(10) ao twittar uma notícia sobre o encontro do cantor Léo Santana e o governador da Bahia, Rui Costa dos Santos (PT) no primeiro dia de carnaval em Salvador.

Reconhecimento da boa administração do governo do PT na Bahia…”, tuitou a petista com o link para o site bahia.ba.

No site, o encontro é anunciado com o título: “Léo Santana puxa “Vai dar PT” após cumprimentar Rui (Costa) no Campo Grande”.

E completa:

Durante o encontro, o pagodeiro também convidou o governador petista para subir ao trio”.

Querendo “pegar carona” no título da música, Gleisi deixou claro que desconhece o fato de que a letra não faz nenhuma alusão ou referência ao Partido dos Trabalhadores.

Na letra, o cantor fala de uma moça de 18 anos que vai para um baile “a fim de se envolver”.

Foi pro baile muito louca/ A fim de se envolver/ Ela só tem 18 anos/ O que vai acontecer? Cer, cer, o que vai acontecer?”, pergunta o pagodeiro para logo em seguida afirmar: “Vai dar PT, vai dar/ Vai dar PT, vai dar”. Na gíria, o PT da música está associado ao fato de uma pessoa ficar muito bêbada a ponto de cair, vomitar, em referência a “perda total”. “Misturou tequila, whisky, vodka/ E a mina vai embrazar”, prossegue a música. “Ela vai dar PT, vai dar” finaliza a letra.

Mesmo tendo sido convidado, por Léo Santana, para subir no trio elétrico, o governador permaneceu no camarote do governo.

O que a senadora não sabe é que a expressão “vai dar PT” significa “vai dar perda total”

mudancadeparadigmas.com