Pimentel – o novo Tiradentes

Na cerimônia da Inconfidência, em Ouro Preto, onde Tiradentes foi enforcado em 21 de abril, o  governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), comparando-se ao mártir , disse que a liberdade e a justiça foram “solapadas por uma teia de acusações que lembra as alcovas da Conjuração Mineira“, diz a Folha de São Paulo.

E prosseguiu “Naquele episódio fundante da nossa nacionalidade, Tiradentes foi protagonista involuntário de um espetáculo e não de um processo justo“, disse em meio a aplausos e gritos de “Fora, Temer”.

As acusações, quando a serviço de estratagemas, morrem. Os acusadores morrem, mas a injustiça contra as vítimas da acusação infundada é incontornável e irreparável. Quando uma sociedade se rende aos clamores de vingança, ela se rebaixa e deixa de ser republicana e democrática“.

Tiradentes levou 13,5 milhões de reais para liberar financiamentos do BNDES? Ele teve um assessor preso com uma mala de dinheiro em seu avião particular?

mudancadeparadigmas.com