Portugal em chamas

O incêndio florestal na Ilha da Madeira, que matou ao menos três pessoas, destruiu cerca de 200 casas e prédios na região de Funchal e forçou a evacuação de mais mil pessoas, incluindo turistas estrangeiros, foi parcialmente controlado nesta quinta-feira (11).

Apenas um foco de incêndio permanece ativo, na cidade de Calheta“, anunciou um funcionário da Defesa Civil, acrescentando que o fogo já foi contido em Funchal e na cidade vizinha Câmara de Lobos. Cerca de 260 pessoas continuam abrigadas em barracas.

Segundo as autoridades, o fogo causou danos de, no mínimo, 55 milhões de euros. Um resort de luxo próximo a Funchal ficou completamente destruído.

O primeiro-ministro português, António Costa, visitou a ilha nesta quinta-feira para avaliar a extensão dos danos. “É necessário passar à fase seguinte, que é a da reconstrução, a de voltar à normalidade e restabelecer a confiança no mundo todo com a Madeira como grande destino turístico de qualidade e segurança”, afirmou Costa.

Desde o inicio de agosto o fogo já destruiu cerca de 260 quilômetros de floresta no país.

A seca na região, as altas temperaturas e o forte vento propiciaram a propagação das chamas. Incêndios foram registrados ainda no noroeste da Espanha e na França.Em Marselha, autoridades conseguiram controlar nesta quinta-feira o fogo que destruiu 3,3 mil hectares de floresta e deixou três bombeiros feridos. Informações: MSN

mudancadeparadigmas.com

 

Se você gostou, compartilhe essa matéria ...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page