Que desenvolvimento é este? Islândia tem legislação que permite aborto em bebes diagnosticados com síndrome Down

A Islândia possui uma sociedade desenvolvida e tecnologicamente avançada cuja cultura é baseada no patrimônio cultural das nações nórdicas. Nos últimos anos, a Islândia tornou-se uma das nações mais ricas e desenvolvidas do mundo, tendo sido classificada pela Organização das Nações Unidas como o terceiro país mais desenvolvido do mundo (Weekpedia).

E é neste país, onde 100% dos bebês diagnosticados com a Síndrome de Down ainda no útero são abortados, informa o site semprefamilia.

“O país escandinavo, de apenas 330 mil habitantes, é o primeiro a levar ao limite uma tendência que já se verifica em outros países. Na Dinamarca, o aborto vitima 98% dos bebês diagnosticados com síndrome de Down. No Reino Unido, a porcentagem chega a 90%. Na França são 77% e nos Estados Unidos 67%.

Na Islândia, a lei permite que o bebê seja abortado mesmo depois de 16 semanas de gestação, em casos de deformidade do feto, o que, segundo a compreensão da lei islandesa, inclui a síndrome de Down, mesmo diante do fato de que a condição permite que seus portadores vivam normalmente, com uma expectativa de vida média de 60 anos, na grande maioria das vezes.

Os exames pré-natais que detectam más-formações e outras características do feto não são obrigatórios na Islândia, mas por volta de 80% a 85% das gestantes optam por realizá-los”.

A funcionária responsável por aconselhar  as gestantes que detectaram alguma anomalia cromossômica em seus bebês, Helga Sol Olafsdottir do Hospital Universitário de Landspitali diz: “Esta é a sua vida – você tem o direito de escolher como quer que ela seja”, segundo relato à CBS.

Não vemos o aborto como assassinato” explicou Olafsdottir.

Nós damos fim a uma possível vida que poderia ter tido uma complicação enorme… Prevenimos o sofrimento para essa criança e para a família”.

Agnes Sigurðardóttir bispa da Islândia e líder da Igreja Evangélica Luterana da Islândia, diz que a sua igreja não é nem a favor nem contra o aborto.

Na Islândia existe apenas um pequeno grupo de pessoas que são contra o aborto. Bem pequeno bem invisível”.

Este é o país classificado pela Organização das Nações Unidas-ONU como o terceiro país mais desenvolvido do mundo!

mudancadeparadigmas.com