Recado enviado por Marcelo Odebrecht ao governo Dilma: ‘Ela cai, eu caio’

MarceloOdebrechtDilma Rousseff030616

O ex-diretor de Crédito à Exportação da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, em delação premiada disse que teria pressionado a então presidente Dilma Rousseff, entre novembro e dezembro de 2014, a fazer alguma coisa para tentar proteger o governo e a empreiteira.

Documento entregue ao Ministério Público Federal- MPF contém um recado dele à presidente eleita, que teria sido passado pelo governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel. “Ela cai, eu caio“, diz a anotação.

Segundo relato do delator João Carlos Nogueira, Marcelo teria ido a Belo Horizonte no dia 17 de dezembro de 2014, para se reunir com o então governador eleito, levando documentos que provariam repasses em caixa dois da empresa à campanha da chapa Dilma-Temer à presidência.

Sempre alertei a presidenta e as pessoas que eu procurei, mesmo sem tomar consciência do tamanho da exposição. Eu sabia da dimensão do nosso caixa dois. Eu sabia que tinha ido muito caixa dois para o João Santana”, disse Marcelo na delação.

Nogueira contou que Marcelo teria pedido para Pimentel conversar com Dilma.

“Mostrar que tinha documentos que implicavam o governo federal na crise, para catalisar uma atitude do governo, que não tinha acontecido”. Informações: Valor Econômico

mudancadeparadigmas.com

Se você gostou, compartilhe essa matéria ...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page