Repórter da Globo relata ataque de xenofobia contra o filho

Durante o programa Em Pauta, da Globonews, na sexta-feira (13), a correspondente da Globo e da GloboNews em Nova York, a jornalista Sandra Coutinho contou ao vivo que o filho, Gabriel, sofreu ataque de xenofobia (antipatia por pessoas estranhas ou que vem de fora do país) na semana passada em uma rua de Nova York.

A pauta do programa abordava as reações intempestivas e furiosas de Donald Trump e o exemplo que essas atitudes poderiam dar ao cidadão comum.

“Discurso controverso do presidente eleito influencia comportamento do americano comum?” era o que aparecia na tela no momento da discussão sobre o tema.

Coutinho, então, falou:

Eu tenho de contar uma história pessoal, apesar de meu filho não querer que eu conte de jeito nenhum, que é a seguinte: anteontem, meu filho estava andando ouvindo música brasileira no fone de ouvido – está com mania de Seu Jorge, como eu – e uma pessoa parou ao lado dele e o olhou, incomodada. O sujeito simplesmente puxou o fone de ouvido dele, o empurrou e falou assim: “volta pro seu país, sua bicha”.

A pergunta da jornalista foi: “O Brasil se vê como um ator global e liderança no cenário mundial, mas os EUA nos veem como uma potência regional. Como você concilia essas duas visões?”.

No Twitter, Sandra já havia adiantado o caso do filho e finalizado com: “Era Trump”.

A jornalista foi promovida recentemente pela Globo, após sua participação numa entrevista coletiva de Barack Obama e Dilma Rousseff, em Nova York. Desde então, Coutinho tem aparecido com reportagens da cidade americana no Jornal Nacional. Informações: Veja

mudancadeparadigmas.com

Se você gostou, compartilhe essa matéria ...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page