Roberto Jefferson: “Justiça trabalhista é ‘babá cara’ e deve acabar”

Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB,em entrevista à Folha  defendeu o fim da Justiça do Trabalho, que classificou de “excrescência brasileira” e “babá de luxo”.

O político reagiu às decisões recentes que barraram a posse de sua filha, a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), como ministra do Trabalho. A parlamentar foi condenada a pagar R$ 60 mil por dívidas trabalhistas a um de seus ex-motoristas e fez acordo com outro profissional para evitar nova condenação.

Jefferson afirmou que manterá a indicação “até o final” e que a deputada tem pago um preço alto por ser sua filha.

Cristiane Brasil enfrentou as duas reclamações trabalhistas por entender que não eram justas”.  Foi feito barulho contra Cristiane dizendo que ela é imoral. Imoral é aquele que se defende de acusações que acha que são injustas? A minha filha se defendeu, foi condenada e pagou.

E completou:

Ela é a baba mais cara do mundo. Você não tem defesa na Justiça do Trabalho. Nós tínhamos que acabar com a Justiça do Trabalho, porque ela é uma excrescência brasileira e julgar na justiça comum

O presidente do PTB defendeu ainda a candidatura do governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), disse que o ministro Henrique Meirelles (Fazenda) não tem “embocadura política” e que Jair Bolsonaro (PSC-RJ) não deve chegar ao segundo turno.

mudancadeparadigmas.com