STF cria grupo de trabalho para acelerar Lava-Jato

A presidente do Supremo Tribunal Federal – STF ministra Cármen Lúcia, autorizou nesta segunda-feira (17) a criação de um “grupo de assessoria especializada” para reforçar a equipe do ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato.

O objetivo á acelerar e priorizar os processos da Operação. Os integrantes do grupo ainda não estão definidos, mas devem ser incluídos juízes e assessores do tribunal especializados em processos penais.

Na manhã de hoje os ministros, Cármen e Fachin se reuniram por mais de duas horas para acertar como o tribunal cuidaria da tramitação dos processos para evitar investigações muito longas, com o risco de crimes prescreverem antes mesmo do julgamento.

“A criação do grupo de trabalho estava sendo discutida entre os dois ministros antes mesmo da abertura dos inquéritos, no início da semana passada. No feriado, os dois viajaram e hoje, depois do furacão vivido no país com a divulgação dos vídeos da delação, a ideia foi concretizada”.

A decisão comprova que o relator da Lava-Jato quer dar celeridade à tramitação dos casos. Informações: O Globo

mudancadeparadigmas.com