Temendo Lava Jato, Dilma mandou João Santana ficar fora do país

O publicitário João Santana, em delação, relatou que em um dos encontros que teve com Dilma Rousseff, em 2014, ela comentou sobre recados que Marcelo Odebrecht estava enviando ao Palácio do Planalto sobre o vazamento de informações do financiamento ilegal de sua campanha, segundo informações de O Antagonista.

“Ela disse que ele acabaria se incriminando, caso decidisse contar à Lava Jato o que sabia”.

“Por vida das dúvidas, recomendou que João Santana e Mônica Moura permanecessem, o tempo que pudessem, por cautela fora do país. E que ‘qualquer novidade avisaria’”.

“No final de novembro, quando estava de férias em Nova York, Santana recebeu um chamado urgente para ir a Brasília”. Ele mandou Mônica, que reforçou a sugestão para que ficassem no exterior e “se comprometeu a mandar qualquer alerta por uma conta de e-mail criada exclusivamente para este fim”.

Dilma usou esse e-mail para alertar o casal de que seriam presos pela Lava Jato. A informação foi vazada pelo próprio ministro José Eduardo Cardozo.

Dilma Santana exterior

mudancadeparadigmas.com

Se você gostou, compartilhe essa matéria ...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page