Temer bate recorde de manobras e vira alvo de xingamentos na CCJ

“Bandido”, “lixo de governo”, “quadrilha”, “covarde”, “criminosos”, “vergonha”. Estas foram algumas das ofensas disparadas nos microfones e autofalantes da Comissão de Constituição e Justiça-CCJ da Câmara dos Deputados nas últimas sessões, segundo a Folha de São Paulo.

“O alvo era o presidente Michel Temer e a operação comandada por sua base de apoio no Congresso, que promoveu um entra e sai de deputados raras vezes visto nas últimas décadas.

E o objetivo foi cumprido. Por 40 votos a 25, a CCJ rejeitou o relatório de Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), que era favorável a aceitação da denúncia do Ministério Público contra o presidente –houve uma abstenção.

Dos votos que ajudaram Temer, 12 foram novatos colocados na comissão pelos partidos governistas no decorrer da operação “salva-mandato“.

Entre eles, Carlos Marun (PMDB-MS), Darcísio Perondi (PMDB-RS) e Beto Mansur (PRB-SP), o trio que mais se reveza na tarefa de se esgoelar na tribuna e em entrevistas na defesa do presidente da República”.

O deputado Major Olímpio (SP) reclamou por ter sido tratado como “corno” e o “último a saber” e por ter sido removido ao posto de suplente por sua legenda, o Solidariedade, sem ter sido avisado.

mudancadeparadigmas.com

Se você gostou, compartilhe essa matéria ...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page