Tolerância – Precisamos pratica-la urgente!

Mas afinal o que é ser tolerante?  De acordo com a Declaração de Princípios sobre a Tolerância da ONU ela é o respeito, a aceitação e o apreço pela diversidade em todos seus âmbitos.

Ser tolerante é entender que cada um tem a sua própria identidade, o seu próprio caminho e maneira de pensar para achar uma solução.”

Não deve ser tida como uma concessão, mas sim como um reconhecimento dos direitos humanos universais e das liberdades fundamentais de cada pessoa.

Além disso, ninguém precisa abrir mão de opiniões ou convicções para praticá-la – todos são livres para ter suas opiniões, mas devem aceitar que o próximo também tem essa liberdade.

Que tal rever alguns (pré) conceitos e tentar ser um pouco mais tolerante? Trabalhando algumas características e tomando algumas atitudes, podemos melhorar a convivência com as pessoas.

Coloque-se no lugar do outro

Uma das maneiras mais eficazes de desenvolver a tolerância é exercitar a capacidade de lidar com o diferente. É ideal deixar o lugar de dono da verdade e analisar como os outros lidam com determinados fatos de acordo com seus valores, crenças, razões e motivações. A partir disso, trabalhamos os próprios preconceitos.

Escute o outro

É sempre possível aprender muito com o outro. Mas, para que isso aconteça, é preciso escutá-lo, prestando atenção e sem julgamentos. A partir disso, podem surgir opiniões contrárias as suas. Não é preciso concordar com elas, mas é preciso aceitar outras possibilidades de pensamento.

Respire fundo

Numa situação de conflito interpessoal, procure controlar sua ansiedade antes de se indispor com os demais ou tentar convencê-los de algo sob o peso da irritação. Abaixe o tom de voz, preste atenção à sua respiração, inspire o ar profundamente e solte bem devagar pelo nariz.

Preste a atenção em suas atitudes

Diminua o ritmo e a velocidade do que está fazendo, concentrando-se mais em você e nas suas ações, e não nas do outro. Isso evita que uma discussão se inicie ou piore por conta do seu estado de ânimo.

Tranquilidade

Intolerância é um gatilho não apenas para conflitos individuais, mas até mesmo para guerras. Para responder a ela, adotar um comportamento pacífico é a melhor solução. Quem é tolerante não entra desnecessariamente em brigas.

 Coragem

Assumir uma posição mais tolerante exige coragem, tanto para defender a diversidade quanto para ficar longe de atitudes equivocadas.

Faça uma auto avaliação

Muitas vezes, o que não toleramos no outro é o reflexo daquilo que não suportamos em nós mesmos e, por ser inconsciente, não conseguimos modificar. É essencial fazer um exercício de autoconhecimento e tornar esse fato consciente, pois, a identificação do que incomoda nas pessoas, favorece a autocrítica adequada para o controle das emoções e atitudes.

Pratique a tolerância!

mudancadeparadigmas.com

Se você gostou, compartilhe essa matéria ...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page