Você sabe o que é a depressão pós-parto e como trata-la?

depressao-pos-parto-causas-sintomas-e-tratamento

A depressão pós-parto é um transtorno psicológico que acontece após o nascimento do bebê e atinge mais de 25% das mães brasileiras.

No período pós-parto é comum que algumas mulheres sintam alterações de humor, tristeza e irritabilidade. Esses sintomas são decorrentes das mudanças hormonais que o organismo sofre durante a gestação. No entanto, quando desses sinais manifestam-se de forma intensa e ininterrupta podem indicar um quadro de depressão pós-parto.

“A depressão pós-parto é um transtorno psicológico que pode surgir logo depois do parto ou alguns meses após o nascimento do bebê”, explica a ginecologista e obstetra Maria Elisa Noriler.  Segundo a médica, a doença também é conhecida como postpartum blues.

Recentemente, a cantora Adele revelou em entrevista à revista norte-americana “Vanity Fair” ter sofrido com a doença após o nascimento do filho em 2012.

Você tem medo de não estar sendo boa o bastante. Eu me sentia muito inadequada, como se tivesse feito a pior decisão da minha vida“, falou.

PRINCIPAIS SINTOMAS

De acordo com Maria Elisa, os sintomas da depressão pós-parto podem incluir falta de apetite, tristeza constante, irritabilidade intensa, baixo autoestima e insônia. Além disso, é comum que a mãe perca o interesse pelo bebê, sentindo-se até mesmo incapaz de cuidar do próprio filho.

CAUSAS

Entre as razões que desencadeiam a doença estão as alterações hormonais que acontecem nessa fase, mas as causas podem ser variadas. A médica explica que transtornos psicológicos prévios à gestação, traumas e preocupações que tenham ocorrido no período gestacional também podem contribuir.

COMO COMBATER?

Assim que os sintomas forem identificados, é importante procurar auxílio médico para que a doença seja diagnosticada e o tratamento se inicie – que pode ser feito com terapia hormonal, apoio psicológico e remédios antidepressivos, mudando conforme o caso. Além disso, é fundamental que a paciente aceite ajuda e reconheça a doença.

Além do tratamento tradicional, práticas incorporadas ao dia-a-dia podem ajudar a mãe a superar essa fase.

“Aposte em uma alimentação saudável, faça exercícios físicos regularmente, procure descansar e ser menos rigorosa com cobranças” orienta a ginecologista. O suporte familiar também é essencial para a recuperação da depressão pós-parto. Informações: Delas.IG

Assista ao vídeo

mudancadeparadigmas.com

Se você gostou, compartilhe essa matéria ...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page